SV: GRUPOS CARNAVALESCOS QUEREM MAIS DO FUNDO DO TURISMO

Terminado o carnaval de 2024, os grupos de São Vicente já começaram a fazer as respectivas contas, a pensar já no carnaval de 2025. Entre perdas e ganhos, entendem que é chegada a hora de o Fundo do Turismo contribuir mais, financeiramente, para uma das festas que mais movimenta, economicamente, a ilha do Monte Cara.

A reivindicação por uma maior e melhor distribuição do Fundo do Turismo para São Vicente, neste caso para ajudar a financiar o carnaval, não é nova. Marco Bento, presidente da Liga Independente dos Grupos Oficiais do Carnaval de S. Vicente (LIGOC), revelou ao A NAÇÃO já ter apresentado a reivindicação ao Ministério do Turismo, e espera que o assunto possa ser apreciado, de uma vez por todas, pese embora considere importante o apoio dado pelo Governo, através do Ministério da Cultura e Indústrias Criativas (MCIC), no valor de cinco mil contos.

Esse é um montante que, segundo Marco Bento, os grupos consideram “manifestamente insuficiente”, tendo em conta o valor que cada bloco precisa, hoje em dia, de investir, para sair à rua e lutar pelos prémios que são postos a concurso.

O Monte Sossego, campeão pelo terceiro ano consecutivo, segundo o seu presidente, António “Patxa” Duarte, disse ter trabalhado com um orçamento de cerca de 14 mil contos e mesmo assim é provável que tenha contas por pagar.

Para este carnaval estima-se que mais de mil turistas terão procurado a ilha, tendo os hotéis e as residenciais praticamente esgotado a sua capacidade, ou ficado muito perto disso, estimada em cerca de 3300 camas. Por cada dormida, segundo a lei em vigor, o visitante paga 275$66. A verba, recolhida em todo o território nacional, é canalizada para o Fundo do Turismo que depois o redistribui pelas ilhas e concelhos.

Entendem por isso os responsáveis e agentes do carnaval mindelense que é tempo de todos – Governo, Câmara e os grupos – se sentarem à mesa e verem que o sucesso do carnaval mindelense não depende apenas dos foliões.

Fonte: A Nação // Ad: Redação Tiver

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *