FUTEBOLISTA ACUSA BARCELONA DE ASSÉDIO

Numa carta aberta publicada nas redes sociais, a futebolista Gio Queiroz denuncia as pressões a que foi sujeita por um director do Barcelona. A jovem de 18 anos refere ter sido pressionada a não defender a selecção brasileira.

Uma das promessas do futebol feminino brasileiro, Gio Queiroz, publicou na passada terça-feira uma “carta aberta ao presidente do FC Barcelona” na rede social Twitter. A atleta expôs os comportamentos abusivo do clube catalão, como é exemplo o pedido do clube para que a jogadora de 18 anos não representasse a selecção brasileira, uma vez que tem nacionalidade espanhola, mas optou por defender o Brasil.

“Primeiro recebi indicações de que jogar pela selecção brasileira não seria o melhor para o meu futuro dentro do clube. Apesar do desagradável e persistente assédio, não dei muita importância e atenção ao assunto”, escreveu na carta aberta.

A jogadora afirma ter recebido ataques por meio de outros mecanismos de pressão “dentro e fora do clube” com o objectivo, no seu entender, de a encurralar “de forma abusiva” para que mudasse de ideias e jogasse pela selecção espanhola.

Gio relata ainda outro episódio, onde foi sujeita a um confinamento “ilegal” pelos serviços médicos do clube durante a pandemia, em Fevereiro de 2021, por alegadamente ter tido contacto com alguém infectado com covid-19 – o que a impediu de viajar com o Barcelona para a final da Taça da Rainha.

A futebolista afirma que o clube “não é responsável directo pela conduta abusiva denunciada”, mas sim um director do clube, cujo nome não foi revelado.

“Foram situações humilhantes e vergonhosas durante meses dentro do clube. Ficou claro que ele (o director do clube) queria destruir a minha reputação, minar a minha auto-estima, degradar as minhas condições de trabalho e subestimar as minhas condições psicológicas. O facto de ser menor não parece ter sido um impedimento, um dilema moral para o meu agressor. Certamente agiu com o sentimento de impunidade, que teve a protecção de sua posição dentro do Barcelona”, relatou.

Fonte: SIC Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.