IMAGENS CONFIRMAM MASSACRE EM BUCH

Mais de 400 pessoas terão sido mortas nos arredores de Kiev. Imagens captadas por satélite a 11 de Março, em pleno período de ocupação russa da cidade mostram já vários cadáveres na rua e contradizem a narrativa do Kremlin.

Fotografias por satélite mostram não só o rasto de destruição deixado pelas tropas russas, mas também vários cadáveres espalhados pelas ruas de Bucha, na Ucrânia. A Rússia diz que as imagens dos corpos de civis fazem parte de uma encenação.

A Ucrânia chama-lhe crimes de guerra e a NATO lembra que até as guerras têm regras.

“Alvejar e assassinar civis é um crime de guerra. Todos os factos têm de ser apurados e todos os responsáveis por estas atrocidades têm de ser levados à Justiça,” declarou esta terça-feira secretário-geral da NATO.

Jens Stoltenberg adiantou ainda que as tropas russas que abandonaram o cerco à capital ucraniana dirigiram-se para leste “para reagrupar, armar e reabastecer”. Os militares leais a Putin estarão a preparar uma ofensiva em Donbass, berço das duas regiões separatistas de Lugansk e Donetsk.

Uma informação não comentada pelo porta-voz do Ministério russo da Defesa. No boletim diário sobre a ofensiva revelou apenas que foi atingido um Centro de Treino das Forças Especiais Ucranianas e alguns depósitos de combustível com armas de alta precisão.

No terreno, há receios de que o massacre de Bucha se repita noutras cidades.

Mariupol permanece sitiada e debaixo de intensos ataques. Mikolaiv, uma cidade chave na estrada para Odessa, teme que seja o próximo alvo na lista do Kremlin. Os residentes erguem barreiras enquanto enterram os mortos.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.