MAIS DE 300 MORTOS NAS PIORES INUNDAÇÕES NA ÁFRICA DO SUL

O governo sul-africano decretou o estado de calamidade na província de KwaZulu-Natal, no sudeste do país, onde inundações provocadas por chuvas torrenciais causaram a destruição generalizada na costa oriental do país.

As autoridades provinciais indicaram que nas últimas horas subiu para 306 o número de mortos nas inundações provocadas por chuvas torrenciais desde sexta-feira passada. As chuvas provocaram o desabamento de estradas e pontes, varreram casas e provocando deslizamentos de terras na costa oriental da África do Sul.

As autoridades alertam para o facto de o número de vítimas poder aumentar à medida que as operações de busca e salvamento prosseguem. Ainda se desconhece o número de deslocados e desaparecidos, que as autoridades acreditam ser “exponencial”.

O Presidente Cyril Ramaphosa visitou as áreas mais afectadas na região da cidade portuária de Durban, e descreveu a situação como “uma catástrofe de enormes proporções”.

O chefe de Estado sul-africano garantiu que as restantes províncias do país estão a enviar ajuda humanitária, meios e pessoas para o KwaZulu-Natal.

A estatal sul-africana Transnet, responsável pela gestão de portos e caminhos-de-ferro do país, suspendeu desde segunda-feira a actividade portuária no porto de Durban, o maior do continente, devido às devastadoras inundações.

Fonte: Rfi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.